Baralho - Oráculo Tradicional

24/06/2016 15:16

As cartas têm mistério. Reis, rainhas e valetes olham-nos enigmaticamente, com seus sorrisos misteriosos. Paus, ouro, copas e espada são símbolos potentes com significados ocultos ainda por decifrar. Muito já se falou sobre eles e muito ainda se falará sobre esse antigo e intrigante oráculo.

Como isso tudo começou? De onde surgiu o baralho? Uma lenda conta que o baralho foi inventado por uma concubina de um imperador chinês em 1120 a. C. e outra afirma que as cartas já eram utilizadas na China, na arte do vaticínio, dois séculos antes.

Ali chegou vinda da Índia, após cruzar o Himalaia, assim como o Budismo e o Yoga. Na antiga Índia, as cartas eram usadas como oráculo, dividindo-se o baralho em dez séries, uma para cada encarnação do deus hindu Visnu.

Parece, pois, que desde o começo as cartas haviam sido utilizadas como oráculos para resolver os enigmas pessoais da humanidade. Essa função precedeu sua associação com o jogo. A maioria das artes, nas mais antigas civilizações, tinha um aspecto religioso e a adivinhação significava intervenção dos deuses.

Algumas das denominações que os europeus deram às cartas derivam dos nomes que tinham no Oriente Médio e que estavam relacionados com as previsões. A palavra hebraica nabi, que quer dizer previsão, havia dado seu nome a um antigo jogo de cartas italiano, naib, do qual procede a palavra espanhola naipes.

Um outro nome surge ligado à invenção do baralho: o antigo mago egípcio Hermes Trismegistus, que não se sabe se realmente existiu ou se as historias que o rodeiam são místicas. Há também teorias de que no reinado dos faraós do Nilo foram empregadas as cartas para esclarecer o destino da humanidade.

Esta teoria parece ter algum sentido, quando se sabe que os ciganos, em suas mudanças, passaram por ali e são tidos como os introdutores dos naipes na Europa. Essa teoria se fortalece ainda mais agora que se sabe que os ciganos surgiram originalmente na Índia, dividindo-se depois em dois grupos, um rumando para a Pérsia e outro para o Egito.

Qualquer que se seja sua origem, as cartas se difundiram pela Europa e dali para o mundo todo, posteriormente, motivado pela curiosidade natural do ser humano, ansioso para receber mensagens misteriosas a respeito do desconhecido.

Acredita-se que tenha sido por simples comodidade que as setenta e oito cartas do baralho completo original fossem reduzindo-se com o tempo, até chegar ao baralho atual de cinqüenta e duas cartas, usado hoje em dia para o jogo. Para a arte de prever o futuro com as cartas, conhecido como Cartomancia, deve-se reduzir ainda esse número para trinta e duas cartas, a partir do sete, contando os ases como a de valor mais alto.

O SIGNIFICADO DAS CARTAS E DOS NAIPES 

Cada carta tem um significado e certas combinações de cartas têm seu próprio significado.

COPAS 

ÁS: Amor, cordialidade e felicidade romântica. Boas notícias.

REIS: Um homem generoso, elegante, de pele clara.

RAINHA: Equivalente feminino do rei, ruiva e carinhosa.

VALETE: Amigo ou amante, nem sempre confiável.

DEZ: Êxito. Boa sorte inesperada. Felicidade.

continua.......................

LIVRO digital ILUSTRADO - PDF

E-BOOK

SAIBA MAIS, CLIQUE AQUI


Contato

serginho sucesso

CURITIBA -PR

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!