Paymony desaparece da internet e deixa milhares ricos em e-mony

26/05/2015 17:28

 
Paymony desaparece da internet e deixa milhares ricos em e-mony
 

Semana difícil para quem investiu na empresa Paymony. A empresa já não tem seu website a mais de 2 semanas e pagamentos estão longe de serem ajustados.
Uma briga entre os diretores da empresa levaram milhares de pessoas a serem prejudicadas. Líderes já estão postando vídeos na internet e em rede social com seus descontentamentos sobre como a empresa está lidando com problemas internos.

O resultado disso tudo, todos nós já sabemos. O dinheiro já está longe, na mão dos 3 responsáveis pelo projeto, Marcus França Bonfim, Rafael Targino e Anderson Mota Lima.

Nota sobre a empresa:
1) A moeda virtual, e-mony divulgada não existe. Ela só vale entre os que investiram na empresa e não tem valor comercial, apesar de vídeos de Marcus França mostrando pagamento de contas com ela, o que se estava usando é um cartão de débito com depósitos em dólares.
2) O mineirador não executa nenhuma tarefa de mineiração, é a mentira mais deslavada entre todos os golpes de pirâmide que já existiram. Não existe sentido, um software minerar moedas da própria empresa.
3) O uso do Bitcoin é largamente utilizado para confundir, se passando por um processo legítimo de moedas virtuais.
4) A empresa ANDPRY, INC. não existe fisicamente em nenhum lugar do mundo, foi fechada espontaneamente nos Estados Unidos para não ser processada pelo SEC.
5) Website fora do ar, sem back-office e o canal oficial de divugação www.tvdiferente.com.br desabilitado ou suspenso.

Piramideiros profissionais estão sempre a procura de tendências no mundo para se montar um golpe onde milhares de pessoas colocam seus investimentos. Já usaram Voip, domínios na internet e agora moedas virtuais. Na verdade estas empresas não dispoem de tecnologia alguma, um golpe aplicado.

Dizer que a Paymony é pirâmide financeira, fica até difícil, é claramente um golpe aplicado por estelionatários da rede. Uma quadrilha que recruta divulgadores inocentes e alguns já não tão inocentes para dar um “ar” de honestidade em um projeto que usa o nome de Marketing Multinível para se concretizar.

Fica difícil imaginar a argumentação de quem defende o Marketing Multinível como forma de trabalho, se todas as empresas envolvidas na regulamentação da lei estão sob alguma forma de problemas. Telexfree tem seu dono Wanzeler foragido dos Estados Unidos e a empresa fechada, BBOM investigada, Paymony parada sem site ou back-office, bem como outras 20 e tantas empresas só de fachada com problemas financeiros.

fonte  http://www.jornal.us/article-681086.Paymony-desaparece-da-internet-e-deixa-milhares-ricos-em-e-mony.html


Contato

serginho sucesso

CURITIBA -PR

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!